Covid-19: Dois tenistas testam positivo após torneio-exibição de Djokovic

O objetivo do sérvio Novak Djokovic, número 1 do tênis mundial, de reiniciar as competições da modalidade em meio à pandemia de coronavírus terminou em mais polêmica – e ao menos duas infecções. Nesta segunda-feira, 22, o croata Borna Coric anunciou que testou positivo para Covid-19, um dia depois de o búlgaro Grigor Dimitrov, que foi seu adversário no Adria Tour, fazer o mesmo. Djokovic recebeu duras críticas não apenas por ter organizado os torneios-exibição, mas por ter desrespeitado protocolos ao levar os tenistas a eventos e festas, sem utilizar máscaras.

O Adria Tour aconteceu em duas sedes: Belgrado, na Sérvia, na semana passada, e em Zadar, na Croácia, no último fim de semana. No último sábado 20, Dmitrov chegou a ir à quadra mas desistiu do jogo contra Coric alegando não se sentir bem. Um dia depois, ele anunciou que havia testado positivo, ao voltar para casa, em Mônaco. A organização do evento cancelou a final que aconteceria no domingo entre Djokovic e o russo Andrey Rublev.

Leia nesta edição: como a prisão do ex-policial pode afetar o destino do governo Bolsonaro e, na cobertura sobre Covid-19, a estabilização do número de mortes no BrasilVEJA/VEJA

“Olá pessoal. Quero entrar em contato e informar meus fãs e amigos que eu testei positivo em Mônaco com Covid-19. Quero garantir que qualquer pessoa que tenha estado em contato comigo nos últimos dias seja testada e tome as precauções necessárias. Sinto muito por qualquer dano que possa ter causado. Estou de volta para casa agora e me recuperando. Obrigado pelo seu apoio e fique seguro e saudável”, escreveu Dimitrov em suas redes sociais.

“Gostaria de informar a todos que testei positivo para Covid-19. Quero ter a certeza de que todos que estiveram comigo nos últimos dias façam o teste! Quero pedir desculpas por qualquer prejuízo que eu tenha causado. Estou me sentindo bem e sem sintomas. Por favor, fiquem seguros”, escreveu Coric no Twitter.

Continua após a publicidade

O tenista australiano Nick Kyrgios, que não participou do evento e é um velho desafeto de Djokovic, rebateu o post de Coric de forma dura. “Que decisão de cabeça oca de prosseguir com a ‘exibição’ dos nossos companheiros de rápida recuperação. É isso que acontece quando você desconsidera todos os protocolos. Isto não é uma piada!”

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Outras estrelas do circuito internacional, como o alemão Alexander Zverev e o austríaco Dominic Thiem, também estiveram nos torneios-exibição. Os atletas participaram de diversas atividades, sem máscara, como partidas de basquete, clínicas com crianças e foram até uma casa noturna de Belgrado, o que provocou uma série de críticas. Nesta segunda-feira, a organização do Adria Tour pediu que todas as pessoas que entraram em contato com os atletas iniciem um período de 14 dias de auto-isolamento.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Ainda não se sabe se os incidentes no torneio-exibição terão influência na retomada do circuito profissional, que está programado para ocorrer em agosto. Na semana passada, o governador do estado americano de Nova York, Andrew Cuomo, confirmou que o Us Open será mantido na data prevista, do dia 31 de agosto a 13 de setembro, no Centro Nacional de Tênis Billie Jean King, no bairro do Queens – a única mudança foi a confirmação de que o torneio será disputado com portões fechados. Será o primeiro Grand Slam a ser realizado desde o agravamento da pandemia de coronavírus, em março deste ano.

Leia esta e muitas outras notícias na Coluna de Esportes da Revista Veja
Autor: Da Redação

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *