Fila na reabertura da Feira dos Importados

Na reabertura da Feira dos Importados de Brasília (FIB) na manhã desta quarta-feira (17), o local disponibilizou apenas uma entrada para os clientes e outra para os funcionários. A medida foi tomada a fim de conter o fluxo e o controle de quem entra no comércio.

Na entrada principal, pelo portão 1, uma fila de cerca de 100 pessoas se formou logo no início da retomada de atividades, às 9h. Entre cada um, no chão, há uma delimitação de 1,5 metros para garantir o distanciamento.

Na entrada estabelecida, a aferição de temperatura corporal é obrigatória, e uma cúpula inflável à base de ozônio é usada para a higienização de quem adentra no comércio. Aqueles que entram na feira devem permanecer na câmara por 10 segundos de braços abertos para a desinfecção. São duas pessoas por vez. Ao sair, dois funcionários borrifam álcool líquido nas mãos dos visitantes. Ao longo da feira, pontos para o uso de álcool em gel estão disponíveis.

Câmara de desinfecção da covid-19. Foto: Vítor Mendonça/Jornal de Brasília

Dentro da feira, outras faixas foram pintadas no chão para estabelecer limite mínimo de espaço entre os clientes das lojas. Nos estabelecimentos de serviço alimentício, as cadeiras foram empilhadas a fim de evitar o consumo no local, sendo possível, no entanto, a opção de “take away”, em que os consumidores levam consigo sua compra.

De acordo com o vice-presidente da FIB, Adilson Neves, apenas 60% das lojas está prevista para a abertura nestes primeiros dias. A orientação dada aos comerciantes é que realizem o teste do novo coronavírus antes de voltarem com os respectivos negócios, apesar de não haver obrigatoriedade por Decreto a respeito, emitido no último domingo (14).

“Até sexta-feira (19), iremos implementar um sistema de testes para os colaboradores aqui na Feira com o GDF para que todos tenham segurança, não só pensando no retorno comercial mas também na saúde dos clientes”, afirmou Adilson. “Tomamos todas os protocolos de segurança que foram pedidos pelas autoridades e a Secretaria de Saúde. Realizamos um treinamento com todos os colaboradores para poder orientar os clientes na hora do atendimento”, complementou.

Mesmo com a reabertura da feira, algumas lojas se mantiveram fechadas. Foto: Vítor Mendonça/Jornal de Brasília

Em um dia como quarta-feira, a feira costuma receber cerca de 4 mil pessoas. Hoje, no entanto, o vice-presidente estima que o público não passe dos mil clientes.

Leia matéria na íntegra no Site Portal de Brasília

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.