Unidade de AVC é reaberta no HGP após ficar fechada por mais de um ano


O espaço, com cinco leitos e mais um para medicação, estava fechado desde dezembro de 2018. No ano passado, entre janeiro e agosto, foram 700 casos de AVC. HGP volta a atender pacientes vítimas de AVC em setor especializado
Reprodução/TV Anhanguera
A Unidade de Cuidado Agudo ao AVC foi reaberta no Hospital Geral de Palmas após ficar mais de um ano desativada. O espaço, com cinco leitos e mais um para medicação, estava fechado desde dezembro de 2018. No Tocantins, nos oito primeiros meses de 2019, foram registrados 700 casos de AVC.
“Nós perdemos profissionais, isso aqui tem uma responsabilidade técnica de neurocirurgiões e neurologistas clínicos e muitas vezes o serviço público perde esses profissionais para área privada. Agora nós conseguimos trazê-los, nós melhoramos as condições de pagamento e essas condições foram reconhecidas pelos profissionais que voltaram a prestar serviço nessa área pública”, argumentou o secretário estadual de saúde, Edgar Tollini.
O paciente que teve acidente vascular cerebral precisa de um acompanhamento com uma equipe de profissionais para que as sequelas sejam menores.
Unidade de tratamento ao AVC é reaberta no HGP
Em 2018, 172 pessoas morreram por causa do AVC. De janeiro a agosto do ano passado, foram 129 mortes decorrentes da doença. O médico neurologista Marcelo Cabral, responsável pela unidade, afirma que no último ano, os atendimentos para quem teve AVC não estava acontecendo de forma adequada.
“Nós já tivemos a unidade funcionando, mas com o fechamento dela, os pacientes eram atendidos no hospital, mas não tinha uma organização. Eles eram atendidos de acordo com o lugar onde eles estavam, no corredor, ou na UTD 1, ou na vermelha. Não tinha essa organização que a gente está conseguindo ter aqui”, disse.
Com a ativação da unidade, o HGP volta a ser referência para os atendimentos aos pacientes que sofreram acidente vascular cerebral. Agora, a atenção está voltada para conter problemas que possam comprometer os atendimentos da unidade, evitando outro fechamento.
“A gente quer estender as unidades de AVC para os hospitais de Gurupi, Araguaína. Talvez Porto Nacional e Paraíso”, disse o secretário.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *