Protestos se intensificam no Equador antes da grande mobilização contra Lenín Moreno

Centenas de manifestantes, na maioria indígenas,  invadiram nesta terça-feira a sede da Assembleia Nacional do Equador em meio aos protestos que começaram na semana passada com o aumento dos combustíveis decretado pelo Governo de Lenín Moreno. Os manifestantes que se encontravam na primeira linha conseguiram entrar no Parlamento, embora em seguida tenham sido expulsos pelas forças de segurança, que usaram bombas de gás lacrimogêneo. Na tarde desta terça, o Governo decretou toque de recolher a partir de 20h (22h pelo horário de Brasília) nas áreas próximas a edifícios governamentais.

Seguir leyendo.

Leia matéria na íntegra no Portal El País – Brasil
Autor: Francesco Manetto

Avatar

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *