Moradores vivem com medo por causa da falta de iluminação em quadras e avenidas de Palmas


No setor Morada do Sol, comunidade precisa enfrentar a escuridão e teme pela segurança. Avenidas movimentadas da capital também não contam com esse serviço básico. Sem luz para iluminar as avenidas da capital ou as estradas de terra no interior das quadras, os moradores de Palmas sofrem com a falta do serviço básico de infraestrutura. O problema está por toda parte. As pessoas que vivem no setor Morada do Sol, região sul da capital, precisam enfrentar a escuridão e temem pela sua segurança.
“A gente passa nesse escuro às 10 horas da noite ou às 11 horas, às vezes precisa ir até a farmácia comprar algum remédio, como vai numa escuridão dessa? A gente tem total insegurança”, reclama o técnico agropecuário Fabrício Gama.
A falta desse serviço tem feito os moradores desistirem da sua própria moradia. Casas construídas na quadra estão à venda porque segundo os vizinhos, os proprietários não aguentam esperar a chegada da iluminação.
De acordo com a Prefeitura de Palmas, entre janeiro e junho desse ano, foram arrecadados R$ 12 milhões em tributos pagos pelo contribuinte na conta de energia e também no IPTU sobre iluminação pública. Desse total, pouco mais de 30% foram investidos para manutenção e expansão dos serviços de iluminação pública. Cerca de 350 luminárias teriam sido instaladas.
Em um trecho da avenida NS-15, próximo à Universidade Federal do Tocantins, o que se vê é um breu total. A escuridão está no caminho de quem precisa ir até a faculdade e em uma via movimentada na entrada da capital.
Moradores de Palmas reclamam da falta de iluminação pública na capital
Muitos pontos da cidade apresentam o mesmo problema. Na avenida LO-09, no plano diretor sul da cidade, também falta iluminação pública. Não muito longe, na avenida NS-09, um trecho muito longo precisa ser percorrido no escuro. Não tem poste, nem lâmpada.
Muita gente evitar passar por esse local. “É perigoso até a gente que vem de carro, a gente fica com medo, quem dirá os coitados que precisam de ônibus ou precisam andar a pé, né? [Sic]”, questiona o caminhoneiro José Francisco de Sousa.
Por outro lado, pontos menos habitados da cidade têm iluminação completa. Na avenida LO-08, região norte, a avenida tem lâmpadas por toda a parte.
De uma ponta a outra da cidade, os problemas parecem ser os mesmos e assim, entre claridade e escuridão, o palmense vai se virando. “Todo dia a gente passa aqui de bicicleta, nessa escuridão, carro vai e carro vem, é muito perigoso”, disse o auxiliar de serviços gerais Wesley da Silva.
A Prefeitura de Palmas disse que a questão principal é a rede de energia. Havendo uma de baixa tensão é feita a instalação das luminárias. Caso não tenha, é feita uma verificação da responsabilidade da construção da rede, que é do loteador da quadra. Caso for um problema da prefeitura, são tomadas as providências necessárias, completa a nota.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

Avatar

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *