Morte de peixes no rio Lontra preocupa pescadores e moradores em Araguaína


Amostras da água foram coletadas para análise e Ministério Público abriu uma investigação sobre o caso. Polícia visitou central elétrica na cidade nesta quarta-feira. Peixes apareceram mortos no rio Lontra
Reprodução
O grande número de peixes encontrados mortos no rio Lontra, em Araguaína, está preocupando pescadores e moradores na cidade. Vídeos feitos na região mostram os animais boiando em vários pontos do rio. O temor deles é que a situação seja reflexo de algum tipo de poluição na água. Uma investigação sobre o caso foi aberta.
“Tá desse jeito aí, morrendo, e ninguém toma uma providência nisso aí. Olha o tanto de peixe morto que tem. Piau, pacu, arraia. Todo tipo de peixe morreu essa noite”, comenta o trabalhador rural Miguel Francisco da Silva.
Durante o dia, fiscais ambientais da Prefeitura de Araguaína coletaram amostras da água para fazer testes. A Polícia Militar Ambiental esteve na sede da usina hidroelétrica Corujão, que fica antes do local onde os peixes mortos foram vistos. A concessionária de saneamento, BRK Ambiental, despeja esgoto tratado da cidade no local.
O Ministério Público Estadual abriu uma investigação sobre o caso. Moradores também denunciam a diminuição no nível da água, mas a administradora da usina afirma que isto é reflexo da estiagem e que não está retendo água no local.
A BRK Ambiental disse que não houve alteração no esgoto tratado lançado no local no período em que a morte dos peixes foi registrada e que está monitorando a situação. O Naturatins informou que uma equipe esteve no local e que está levantando informações sobre o caso.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

Avatar

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *