Palmas tem mais de 1,6 mil casos de dengue registrados em 2019


Flagrantes mostram água parada em pontos turísticos da capital. Os locais podem servir de criadouro para o mosquito Aedes aegypti, que transmite doenças como a dengue. Parques e praças de Palmas têm locais acumulando água parada
Nos primeiros meses de 2019 Palmas registrou mais de 1,6 mil casos de dengue. Flagrantes de água parada em pontos turísticos da capital têm preocupado os moradores, já que a cidade está em alerta. Mesmo assim, havia águia acumulada na fonte do Parque Sussuapara, na região norte e também na Praça dos Girassóis, bem perto da Secretaria Estadual de Saúde.
Para quem já enfrentou a doença, é necessário mais cuidado por parte do poder público. “É um lugar que é bastante frequentado. Seja por nós, como também quem vai levar o animal para passear, quem trabalha nas secretarias. É um ambiente bem frequentado”, comenta a estudante Raquel Cardoso.
A capital registrou quase mil casos a mais que a cidade que aparece na segunda colocação no ranking, Porto Nacional. Em seguida aparecem Paraíso, Miracema, Dianópolis e Araguaína.
O Governo do Estado disse que realiza a limpeza na Praça dos Girassóis diariamente. Sobre o Parque Sussuapara, a prefeitura informou que fará uma limpeza no local ainda nesta semana e afirmou que existem peixes na fonte que impedem que o mosquito se reproduza no local.
Acumulo de água parada é registrado em parques e praças de Palmas
Reprodução/TV Anhanguera
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

Avatar

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *