Missão para superar o Talleres foi alcançada apenas uma vez pelo São Paulo na Libertadores

Nesta quarta-feira, o São Paulo pisa pela primeira vez no gramado do Estádio do Morumbi em 2019 para decidir sua vida na Copa Libertadores. E para reverter a vantagem construída por 2 a 0 pelo Talleres-ARG no jogo de ida, em Córdoba, e avançar à segunda fase, André Jardine e seus comandados precisarão fazer algo que o clube conseguiu apenas uma vez em sua história na competição continental, justamente em um ano de título Tricolor.

De acordo com o regulamento da competição continental, apenas uma vitória por mais de dois gols de diferença classifica o São Paulo para a segunda fase a fim de enfrentar o vencedor do confronto entre Palestino, do Chile, e Independiente Medellín, que empataram por 1 a 1. Uma repetição do placar do primeiro jogo leva o duelo para a disputa de pênaltis.

Veja também: São Paulo foi eliminado da Liberta apenas 2 vezes decidindo no Morumbi

E o feito que precisa o São Paulo foi conquistado pelo clube apenas uma vez ao longo de 18 participações já concretizadas na competição. Pelas oitavas de final da Libertadores de 1993, o Tricolor mediu forças com o Newell`s Old Boys e saiu da Argentina, no primeiro jogo, com o mesmo placar do time da última quarta-feira, derrotado por 2 a 0.

Na partida de volta, entretanto, o time são-paulino conseguiu o que o torcedor espera também nesta quarta: uma virada convincente. No dia 14 de abril, no Estádio do Morumbi lotado, Dinho, Raí, duas vezes, e Cafu marcaram os gols da goleada por 4 a 0 e deram início a caminhada rumo ao bicampeonato consecutivo da América, algo que não acontecia desde a conquista do Santos em 1962 e 1963.

A Gazeta Esportiva noticiou a virada do Triclor sobre o Newells em 1993 (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Existe ainda uma coincidência entre os confrontos contra o Newell`s, em 1993, e diante do Talleres, neste ano, que vai além dos adversários argentinos e do mesmo resultado no primeiro jogo. E ela está justamente no time do São Paulo: Raí. Autor de dois gols no embate histórico, o ídolo tricolor hoje desempenha a função de diretor de futebol no clube do Morumbi.

O currículo de viradas na competição continental, aliás, não é muito extenso. Em todas as vezes que disputou a Libertadores, o São Paulo conseguiu reverter apenas três resultados em mata-mata, além do histórico do embate de 1993, depois de perder o primeiro jogo. E nas vezes que foi feliz, passou pela cobrança de pênaltis, uma delas contra o próprio Newell`s, um ano antes, na decisão de 1992. Depois de perder o primeiro jogo, os comandados de Telê devolveram o placar e conquistaram o título nos pênaltis por 3 a 2.

As outras duas vezes em que a virada aconteceu foram em fases menos agudas e aconteceram mais recentemente. Em 2006, pelas quartas de final, o São Paulo perdeu o primeiro jogo, também em solo argentino, para o Estudiantes por 1 a 0. No Morumbi, o Tricolor devolveu o placar com gol marcado pelo zagueiro Edcarlos aos 44 minutos do primeiro tempo, e garantiu a classificação triunfando nos pênaltis por 4 a 3.

Antes disso, em 2004, a resposta depois de um resultado negativo foi nas oitavas de final. Contra o Rosário Central, o Tricolor foi derrotado pelo placar mínimo na Argentina e, assim como nas outras vezes, contou com a força do Morumbi para se recuperar. Na oportunidade, os argentinos saíram na frente, Luis Fabiano ainda desperdiçou pênalti, mas Grafite colocou o São Paulo no confronto com dois gols. Nos pênaltis, Rogério Ceni pegou duas cobranças e colocou o time na próxima fase.

Nesta quarta-feira, o São Paulo tem a missão de repetir o feito conquistado em 1993 para avançar na Copa Libertadores, mas deve levar a campo as demais viradas conquistadas em sua história na competição continental. A partida, além de decisiva para as ambições do clube na temporada, pode ser decisiva para o futuro de André Jardine, que está pressionado no cargo com o início ruim do Tricolor na temporada.

O post Missão para superar o Talleres foi alcançada apenas uma vez pelo São Paulo na Libertadores apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Leia esta e muitas outras notícias na Gazeta Esportiva
Autor: Mateus Videira da Silva

Avatar

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *