Máquinas de radioterapia não estão funcionando nos hospitais públicos do TO


Hospital Regional de Araguaína aguarda liberação do uso da máquina pelo Governo Federal e HGP espera a regularização do serviço, que é terceirizado. Saúde dos pacientes pode ser comprometida. Pacientes com câncer não conseguem serviços de radioterapia em Araguaína
Os pacientes que realizam tratamento contra o câncer no Tocantins estão preocupados e temem que o quadro de saúde piore. É que o Hospital Regional de Araguaína (HRA) e o Hospital Geral de Palmas (HGP), os maiores do estado, não estão oferecendo tratamentos de radioterapia e mais de 40 tocantinenses precisam fazer o acompanhamento em Imperatriz (MA). (Veja o vídeo)
A realização do procedimento está prejudicada em todo o Tocantins. Sem o equipamento no HGP, uma paciente com câncer de mama foi informada que seria encaminhada para continuar o tratamento em outro estado.
A Secretaria de Saúde informou que a máquina de radioterapia de Araguaína só vai funcionar após a liberação da Comissão Nacional de Energia Nuclear do Governo Federal. Já em Palmas o serviço é terceirizado e a unidade aguarda regularização para retornar os atendimentos. (Veja abaixo a nota na íntegra)
O problema em Araguaína é antigo. O prazo para entrega da sala de radioterapia já foi adiado por pelo menos cinco vezes. A máquina quebrou em 2014 e desde então pacientes são obrigados a viajar para fazer o tratamento. Mesmo já tendo sido substituído, o equipamento ainda não funciona por questões burocráticas.
O outro lado
Com relação ao serviço de radioterapia da Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) do Hospital Regional de Araguaína (HRA), a Secretaria de Estado da Saúde (SES) esclarece que já realizou todas as ações de competência da gestão estadual, das quais destacamos a aquisição do acelerador linear e simulador de radioterapia, ampliação e adequação do bunker, instalação e comissionamento do acelerador linear, treinamento dos profissionais e construção do Plano de Radioproteção, faltado apenas à liberação da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) do governo federal.
Destacamos que plano de radioproteção foi apresentado, ainda em 2018, a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) que é o órgão responsável por avaliar a segurança radiológica e emitir autorizações para operação de instalações radiativas em território nacional, sem a devida autorização a UNACON/HRA fica impedida de prestar tratamento em radioterapia, realizando os demais serviços de quimioterapia e outros relacionados ao tratamento do câncer.
Os técnicos da Secretaria estão fazendo gestão junto ao CNEN para liberação em menor tempo possível. Atualmente 43 (quarenta e três) pacientes estão em tratamento radioterápico no município de Imperatriz/MA.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.
Máquinas de radioterapia do Tocantins não estão funcionando
Reprodução/TV Anhanguera

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.