Moradores reclamam de posto de saúde onde médico atende apenas uma vez por mês


Moradores também não conseguem atendimento em outras unidades por não serem do setor. Nos dias de consulta, apenas 16 senhas são distribuídas. Moradores reclamam de posto de saúde onde médico só vai uma vez por mês
Mais de 400 moradores do setor Santa Fé II têm o sentimento de abandono todas as vezes que procuram atendimento médico no posto de saúde do bairro. A unidade fica na zona rural, região sul de Palmas, e de acordo com a comunidade são apenas 16 consultas por mês, mas que nos últimos quatro meses, o médico só apareceu duas vezes.
A Mirela Carolina de Souza Pereira é operadora de telemarketing precisava de atendimento para o filho que está com catapora, mas quando chegou todas as senhas já tinham sido distribuídas. “Eu cheguei por volta das 8h30 e mesmo ele estando com catapora a fichas já tinham sido encerradas e eu não consegui atendimento pra ele”.
Outra situação complicada é a do Miguel Severino do Nascimento, o filho dele é cadeirante e precisa de atendimento semanal para liberação das receitas, mas ele nunca consegue no posto de saúde da região.
“É muito difícil o atendimento, a médica vem uma vez por mês e às vezes não atende. Preciso de receita para pegar os remédios dele e não tem condições. Tenho que buscar em outro posto, chego eles não atendem porque não é do setor. Tinha uma farmácia aqui e tiraram”, lamenta Miguel.
A Blennda Cristina Rodrigues é dona de casa e está grávida de nove meses. Ela conta que durante toda a gestação só conseguiu atendimento duas vezes. E por não ter transporte público, ela tem dificuldade para ir a outras unidades.
“Não tem médico e eu preciso ir na cidade para fazer as minhas consultas. É longe e eu tenho que pedir carona na rua ou ir a pé mesmo.”
Os moradores tentam uma solução e cobram da prefeitura mais atendimento no local. Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde informou, que diferente do que os moradores disseram, a comunidade é atendida quinzenalmente por uma equipe da estratégia de saúde da família que inclui médico e enfermeiro, entre outros profissionais. E afirma ainda, que o quantitativo de médico para o total de habitantes no local está dentro do preconizado pelo Ministério da Saúde.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.
Moradores reclamam que não conseguem atendimento
Reprodução/TV Anhanguera

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.