Decreto exonera quase todos os servidores comissionados da Assembleia Legislativa


Número de funcionários afetados não foi publicado, mas medida exclui apenas servidoras gestantes ou em licença maternidade. Documento diz que medida foi tomada em função da mudança de legislatura. Decreto exonerou comissionados na Assembleia Legislativa do Tocantins
Reprodução/TV Anhanguera
A presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins, deputada Luana Ribeiro (PSDB), assinou um decreto exonerando os servidores comissionados da AL a partir desta sexta-feira (1º). As únicas exceções são servidoras gestantes ou em licença maternidade, que não podem ser dispensadas.
A medida, segundo o documento, é em função da mudança de legislatura. Não foi divulgado quantas pessoas foram exoneradas. Os cargos vagos deverão ser preenchidos conforme as indicações dos parlamentares que vão atuar no legislativo estadual pelos próximos quatro anos.
Os novos deputados estaduais tomam posse nesta sexta. Dos 24 parlamentares, 16 já estavam na AL na última legislatura e foram reeleitos. A nova mesa diretora da casa será eleita logo após a cerimônia de posse.
O decreto já está publicado no diário oficial e se aplica aos servidores que atualmente ocupam os cargos de provimento em comissão dos gabinetes, da mesa diretora, das lideranças, de assessoramento às comissões permanentes e dos gabinetes dos deputados.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.