DJ pessoal, o algoritmo aprende a cada vez que pulamos de música como loucos

Hubert Léveillé Gauvin é um musicólogo canadense de 29 anos fascinado pela chamada economia da atenção. Trompetista amador, grande aficionado do jazz, era comprador contumaz de CDs na loja de discos do seu bairro durante a adolescência. Seu interesse pelas questões econômicas o levou, na sua etapa universitária, a tentar compreender o que diabo estava acontecendo com a música na Internet no princípio do século. Não entendia bem essa história de que tudo aquilo fosse a troco de nada.

Seguir leyendo.

Leia matéria na íntegra no Portal El País – Brasil
Autor: Joseba Elola

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *