Damares Alves, a militante antiaborto alçada a pastora de Bolsonaro na Esplanada

Fora dos círculos evangélicos, Damares Alves era uma desconhecida quase completa até ser anunciada, nesta quinta-feira, como a mais nova ministra do Governo Jair Bolsonaro. Damares comandará a pasta das Mulheres, da Família e dos Direitos Humanos, uma estrutura nova que será criada em 1º de janeiro e que albergará também a Fundação Nacional do Índio (Funai), órgão responsável pelas políticas públicas voltadas para as populações indígenas no país. Pastora da Igreja do Evangelho Quadrangular, a advogada terá a missão delicada e ao mesmo tempo estratégica de formular pautas para os grupos mais vulneráveis da sociedade, ao mesmo tempo em que terá de responder à base conservadora que ajudou a levar Bolsonaro ao poder, um político que rejeita o conceito de “minoria” e relativiza até mesmo o de direitos humanos. 

Seguir leyendo.

Leia matéria na íntegra no Portal El País – Brasil
Autor: Ricardo Della Coletta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *