Cruz de cemitério é furtada para fazer túmulo improvisado para cachorros

Zelador encontrou a cova clandestina na parte de fora do cemitério e chamou a polícia. Dois cadáveres de cachorros foram encontrados na sepultura improvisada. Polícia investiga quem furtou a cruz para fazer o túmulo dos cachorros
Surgiu/Divulgação
A Polícia Civil de Paraíso do Tocantins quer saber quem invadiu o Cemitério Municipal da cidade, furtou a cruz de um dos túmulos e usou o objeto para fazer uma sepultura improvisada para dois cachorros. O crime inusitado foi descoberto nesta sexta-feira (19), quando o zelador percebeu que havia uma sepultura do lado de fora do cemitério que não tinha sido feita pelos coveiros do local.
O funcionário avisou a polícia pensando que pudesse ser uma tentativa de encobrir um assassinato. As equipes do Instituto Médico Legal perceberam que eram dois animais assim que encontraram os cadáveres. Um dos cachorros ainda estava em decomposição, do outro restavam apenas os ossos.
O caso pode ser enquadrado como violação de sepultura. Esta ação é prevista como crime no código penal. A pena é de um a três anos de prisão e multa.
A cruz de madeira foi retirada da sepultura clandestina e devolvida ao túmulo original. Ainda não há suspeitos.
Cova clandestina foi encontrada pelo zelador do cemitério
Surgiu/Divulgação
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.