Balsa volta a fazer travessia após caminhão ser retirado de rio

Caminhão e retroescavadeira caíram de balsa, entre Gurupi e Ipueiras, no início da semana. Apesar de ter voltado a funcionar, balsa só está transportando poucos veículos por vez. Balsa no sul do estado volta a funcionar após mais de cinco dias parada
A balsa que faz a travessia do rio Tocantins entre Gurupi e Ipueiras, na região sul do estado, voltou a funcionar após ficar mais de quatro dias parada. A interdição ocorreu após um caminhão e uma retroescavadeira caírem no rio no início da semana.
O caminhão foi retirado na tarde desta sexta-feira (12), mas o guindaste que fazia a retirada teve um problema hidráulico e a retroescavadeira continua submersa no local. Um segundo guindaste foi chamado para ajudar no resgate.
A paralisação da balsa causou prejuízo para fazendeiros e moradores. A travessia do cais até a Lagoa do Romão, Vila São Miguel e fazendas da região, não levava mais que 15 minutos. Porém, com a interdição, a opção era um desvio de 220 quilômetros em estrada de chão e mais de seis horas de viagem.
Apesar de a travessia ter voltado a ser feita pela balsa, poucos veículos estão sendo transportados em cada viagem.
Travessia voltou a ser feita após caminhão ser retirado
Reprodução/TV Anhanguera
Entenda
A balsa que faz a travessia de veículos entre Gurupi e Ipueiras, na região sul do estado, está interditada após um caminhão que transportava uma retroescavadeira cair da embarcação no rio Tocantins. O acidente foi na tarde da última segunda-feira (8).
A retroescavadeira que estava em cima do caminhão e que também afundou foi alugada por um fazendeiro da região, e ia ser empregada na abertura de barragens para matar a sede de mais de mil cabeças de gado.
O responsável pelo maquinário Iarley Cosme Dantas diz que o prejuízo, em quatro dias com a máquina no fundo do rio, já passa de R$ 15 mil. “Estamos em prejuízo, aguardando desde a segunda-feira. O serviço está parado”.
A Marinha do Brasil informou que a Capitania Fluvial do Araguaia-Tocantins enviou dois peritos ao local para dar orientações sobre a segurança da navegação, prevenção da poluição da água, recomendado que a empresa coloque barreiras de contenção no local.
Disse também que a equipe vai verificar a documentação dos condutores e das embarcações que estão fazendo a travessia.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.
Guindaste vai retirar caminhão e retroescavadeira que caiu no rio Tocantins
Jairo Santos/TV Anhanguera

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *