Mulheres vão ocupar menos de 25% das cadeiras da Assembleia Legislativa

Confira a escolaridade, bens e cor declarada pelos candidatos eleitos para o próximo mandato. Renovação da bancada foi de apenas oito vagas. Mulheres vão ocupar menos de 25% das vagas na Assembleia Legislativa do Tocantins
Reprodução/TV Anhanguera
A Assembleia Legislativa terá somente cinco vagas ocupadas por mulheres a partir de 2019. O número corresponde a apenas 20,8% do total de 24 cadeiras. Porém, houve um aumento de duas vagas em comparação com a eleição de 2014, quando somente três foram eleitas.
Atualmente, a assembleia tem quatro deputadas. Isso porque Solange Duailibe (PT) assubiu uma das vagas após a saída de Wanderlei Barbosa (PHS).
O G1 analisou também a escolaridade, bens e cor declarada pelos candidatos ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Confira:
Escolaridade
Ao todo, 14 candidatos eleitos afirmaram que possuem curso superior completo. Sete possuem o ensino médio completo enquanto um declarou ter apenas o fundamental. Uma candidata informou ter superior incompleto.
Cor
Quanto a cor autodeclarada, 12 se consideram brancos. Por outro lado, 11 disseram ser pardos e apenas um se afirmou negro.
Bens declarados
O candidato que menos declarou bens à Justiça Eleitoral afirmou ter R$ 141.090,75. O que mais apresentou bens disse ter R$ 6.148.374,75.
Reeleição
Houve uma renovação de apenas oito cadeiras na Assembleia Legislativa. Ao todo, 16 deputados conseguiram se reeleger para mais quatro anos. Em 2014, 11 deputados foram reeleitos e 13 ocuparam o cargo pela primeira vez.
Veja o perfil dos deputados eleitos

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.