Justiça condena filho de Cabral por improbidade administrativa

O juiz Federal Ricardo Levy Martins, da 11ª Vara Federal do Rio de Janeiro, condenou o deputado Marco Antônio Cabral (MDB-RJ), filho do ex-governador Sérgio Cabral, por improbidade administrativa.

A sentença inclui perda da função pública, proibição de contratar com a administração pública por três anos e de multa de 337.000 reais. 

A ação foi ajuizada em 2017 com provas de que Marco Antônio Cabral usou sua carteira de deputado federal por 23 vezes para entrar no Presídio Bangu 8 em dias e horários proibidos para visitação. 

Em 11 dessas visitas irregulares, o deputado não estava exercendo o mandato parlamentar, porque à época atuava como secretário Estadual de Esporte e Lazer. 

Atualização: Marco Antônio Cabral escreveu para a coluna: “A divulgação de uma suposta condenação que não está no processo, na véspera da eleição, tem objetivo de influenciar o processo eleitoral. Não cometi nenhum ato de improbidade e que irá ingressar com uma ação contra o Ministério Público Federal pela divulgação extraoficial de um ato que não é do Ministério Público”.

 

Leia matéria na íntegra no Blog Radar da Revista Veja
Autor: Ernesto Neves

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.