Após cassar prefeita e vice, TRE determina nova eleição em Pugmil

Novo pleito ainda não tem data para acontecer. Políticos foram cassados por captação ilícita de recursos nas Eleições de 2016. Pugmil deve passar por novas eleições
Divulgação/Prefeitura de Pugmil
O Tribunal Regional Eleitoral decidiu realizar novas eleições em Pugmil, na região central do Tocantins, após cassar a prefeita e o vice. Maria de Jesus Ribeiro (PPS) e Elton Barros Coelho (PTB) foram condenados por captação ilícita de recursos nas Eleições de 2016. A sentença é do ano passado, mas os dois ainda estavam recorrendo.
A prefeita de Pugmil, Maria de Jesus Ribeiro (PPS), foi procurada, mas ainda não se manifestou sobre o caso.
O novo pleito não tem data definida ainda. Isso só deve ocorrer após a defesa apresentar os embargos de declaração, quando pode pedir esclarecimentos sobre a sentença.
A investigação comçou após dois homens ligados a campanha serem flagrados com R$ 27 mil e material de campanha. A apreensão foi feita pela Polícia Militar dois dias antes da disputa eleitoral.
Um dos dois envolvidos, que é filho da prefeita, tentou se desfazer do dinheiro atirando envelopes para dentro da casa dele na tentativa de impedir a apreensão. Durante o processo, ele chegou a alegar que o dinheiro seria para pagar um advogado.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.