‘Deram um tiro à queima-roupa’, diz irmão de mulher assassinada durante assalto

Leidiene Pacheco da Silva foi assassinada enquanto trafegava de moto no Jardim Aureny III, em Palmas. Testemunhas disseram que criminoso queria roubar veículo da vítima. Mulher é assassinada durante assalto no Jardim Aureny III em Palmas
“Roubaram a bolsa dela com o celular e tudo e deram um tiro à queima-roupa”. As palavras são de Romilson Pacheco, irmão da mulher assassinada durante um assalto no Jardim Aureny III, em Palmas, na noite desta quarta-feira (26). Leidiene Pacheco da Silva, de 35 anos, morreu no local. (Veja o vídeo)
Testemunhas informaram que o criminoso tentou roubar a motocicleta da vítima quando ela diminuiu a velocidade em uma rotatória. Parentes disseram que ela estava voltando para casa após visitar uma tia, quando foi abordada.
Leidiene morreu durante assalto em Palmas
Reprodução/TV Anhanguera
“Nós não sabemos se ela reagiu ou não. Era uma pessoa trabalhadeira, doméstica, ia da casa para o serviço e do serviço para casa”, lamentou o irmão.
O crime foi por volta das 22h, na rotatória entre as avenidas H e D. O Samu foi ao local, mas quando chegou a Leidiene já estava morta. A Polícia Militar e a perícia da Polícia Civil também foram chamadas. Ninguém foi preso.
A família é do interior do estado, de Novo Acordo. Ela deixa três filhas.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.