Ex-detentos são condenados por forjar suicídio de companheiro de cela em Araguaína


Justiça entendeu que Weigh Pedro e Fauaze Silva planejaram e assassinaram Wesley Pereira em novembro de 2014. Os dois respondiam em liberdade, mas tiveram a prisão decretada. Assassinato foi dentro do presídio Barra da Grota
Reprodução/TV Anhanguera
Os ex-detentos Weigh Pedro da Silveira e Fauaze Silva Barbosa foram condenados pela Justiça por matar um companheiro de cela em 2014 enquanto estavam no Presídio Barra da Grota, em Araguaína. Segundo a decisão, os dois planejaram a morte de Wesley Pereira Soares e tentaram fazer com que parecesse um suicídio.
O G1 ainda tenta contato com as defesas dos acusados.
Na época, Silveira cumpria pena por roubo e Barbosa por um homicídio em Palmas. Eles dividiam a cela com Soares, que tinha sido condenado por matar um homem em Araguaína. Segundo a denúncia houve um desentendimento entre os três.
Os acusados teriam esperado Soares tomar remédios para dormir e depois colocado uma corda no pescoço dele para simular um enforcamento. O corpo foi encontrado pelos guardas na manhã seguinte, mas eles logo desconfiaram que havia algo errado na cena.
Silveira e Barbosa estavam respondendo em liberdade, mas tiveram a prisão decretada novamente. Eles ainda não foram presos e podem recorrer da sentença.
Fauaze Silva Barbosa foi condenado a 20 anos, sete meses e 15 dias de prisão. Já Weigh Pedro da Silveira foi condenado a 17 anos, 11 meses e 22 dias. O juiz entendeu que o homicídio foi triplamente qualificado, por meio cruel, motivo torpe e através de método que impossibilitou a defesa da vítima.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Essa notícia saiu primeiro no Portal G1 Tocantins
Clique no link acima para saber mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *