Temer segura o choro na África do Sul

Michel Temer se emocionou ao visitar a Fundação Mandela em Joanesburgo nesta quinta (26).

O presidente encheu o olho d’água ao ver as cartas redigidas por Nelson Mandela na cadeia e ao saber que o líder sul-africano só podia escrever 500 caracteres em cartas por mês durante o período em que esteve preso.

Seus companheiros Geddel Vieira Lima, Sergio Cabral e Eduardo Cunha pelo menos não enfrentam esse problema no Brasil. Pelo contrário, vira e mexe, descobre-se que um deles tinha regalias.

Saiba mais acessando Radar Online Revista Veja
Fonte: Revista Veja / Radar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *