A espantosa temporada de caça ao vice

Josué Gomes, o candidato a vice-presidente cobiçado por Geraldo Alckmin e Lula, rejeitou os dois pretendentes por ordem da mãe. No momento, Jair Bolsonaro hesita entre um príncipe e um astronauta. Ciro Gomes procura alguém que não saia em desabalada carreira quando desandar em mais um chilique. Marina Silva parece conformada com a companhia do coordenador de sua campanha, que nem começou.

Outros participantes da corrida presidencial não conseguiram sequer selecionar algum alvo. A exceção é Guilherme Boulos, que oficializou a dobradinha com a indígena Sônia Guajajara. A dois meses da eleição, a temporada de caça ao vice escancara a escassez de interessados no emprego de subchefe do Poder Executivo. No Brasil republicano, 11 presidentes foram substituídos pelo número 2 antes que o mandato chegasse ao fim.

As pesquisas sobre a eleição presidencial informam que 50% dos brasileiros pretendem abster-se, votar em branco ou anular o voto. Se o eleitorado for instado a apontar o melhor dos possíveis candidatos a vice, a opção por nenhum poderá chegar a 100%.

Saiba mais, acessando Blog do Augusto Nunes
Fonte: Revista Veja

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *